26/08/2019

A realidade é cruel e o sonho ilusão! Podemos sonhar acordados, então?
Drogados, conectados, dopados de remédios ou religião? Escolha a sua alienação!

Viver em sociedade dói tanto quanto negar a solidão, é preciso achar abrigo em nosso próprio coração. Me ouça quando digo isso.

Me encontre andando na contramão da multidão, me de a mão, seja meu seguidor ou me guie por entre essas contradições. Me abrace quando perdido eu não souber o que escrever.

Faça uma canção com suas emoções, sussurre a pra mim, nesse jardim de hipocrisias, demagogias, begônias, cravos e jasmim.

Leia um soneto, declame suas mágoas em latim, aos gritos me ofenda como quem mata um porco a facadas cegas e gentis!
Mas, por favor, me faça sentir algo, por favor, eu imploro, eu preciso saber de novo o que é viver! Acordar desse pesadelo eterno que é sonhar! Me traga de volta a realidade, seja cruel! Faça de mim seu Abel!

Por favor, eu imploro! Nada é pior que a imaginação, aqui eles acreditam na salvação, acreditam que um homem pode mudar uma nação, me obrigam a voltar a alienação, mais uma dose em frente a televisão, diazepam, risadas forçadas, controle remoto e celular na mão.

Prepara, lá vem textão: Me ouça quando digo isso… (Meus olhos ficam pesados, não me lembro o que… vou ler? Bateu o sono, não posso esquecer de te dizer, me ouça quandZzz Zzz).

L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s