NESSA CHUVA DE METEOROS

nossas milhares de constelações
em suas violentas colisões
e silenciosas explosões
chovem em nossos corações.

serão nossas eternas paixões,
minhas e suas meras miseras emoções?
são insignificantes sensações
entre desejos e confusões.

nos restam soluços e falta de soluções
seus suspiros e a minha falta de ambições
estamos perdidos numa galáxia de frustrações
refutando e vomitando desilusões.

chorando sentados em estralas cadentes
assistindo lá de cima ao nosso fim deprimente
na solidão interestelar descobrimos que o céu não mente
encontramos paz na expansão do universo que vive dentro da gente.

L.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s