AS CINZAS DE UMA QUARTA QUALQUER

TEXTÃO REFLEXIVO PÓS CARNAVAL!

QUASE INÉDITO!

7b45cb79a9f60ed3d86730c87a5f64da

Numa ‘Quarta-feira de Cinzas’, num ‘Sábado de Aleluia’ ou num ‘Domingo de Páscoa’, feche seus olhos e eleve seus pensamentos aos céus, ajoelhe e implore piedade ao que você não crê.

Seu temor e tremor são egoísmo puro e mal medido, medo de morrer e não ver o paraíso do qual duvidou eternamente, até agora e até a sua última hora, a hora da morte, qual será a sua, a nossa sorte?

É numa inocência quase hipócrita que cegos enxergamos uma luz decepcionante, latente, e depois de tantas noites em claro de lágrimas não correspondidas… O peso da revolta expõe pensamentos perversos dos quais, você se desculpará sem se arrepender jamais.

Dançando em seus carnavais suicidas, os anormais, amorais, são todos aqueles que não veem a mesma salvação que eu.
E quantas vezes presenciei essa humildade demasiada que para mim nada mais é do que soberba disfarçada.
Tantas vezes enxergaram…

Ver o post original 231 mais palavras

Anúncios

Um comentário sobre “AS CINZAS DE UMA QUARTA QUALQUER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s