(ENTRE PARÊNTESES)

6277297962002020426-account_id4

(Viajei por todos os estados mentais,
me curei dos estregados psicológicos acidentais
Esperei a reencarnação dos seus mais antigos ancestrais
Para voltar aqui e te dizer que te quero demais

Me precipitei? Talvez!
Porém atravessei uma realidade paralela
Só pra jogar pedras cósmicas na tua janela
E te dizer que chegou a nossa vez

Eu questionei Platão e discuti Nietzsche com Rimbaud
enquanto Mozart tocava Chopin num bar
Na esquina tridimensional do meu coração
E deitado no divã descrevendo a Sartre coisas sobre você

Acordei ardendo a febre da solidão
Todo suado gritando ofegante sozinho em Plutão
Um ex-planeta anão tão vazio quanto sou
Nessa eterna loucura para querer ser são

Vejo só meu amor por onde andei
Passei pelos mares das mágoas
E o abstrato deserto dos olhos do teu retrato
que me mostraram por onde prosseguir

Eu estive em todos esses lugares
Perdido dentro da saliva do desejo
Durante os eternos segundos que antecedem
O fim da sua respiração e o nosso próximo beijo).

(L).

*Texto integralmente dedicado a minha noiva
Gabriela Passarinho e seus beijos delirantes!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s