ENTRE O CÉU E O INFERNO TEMOS VOCÊ! (TEXTO DESCONEXO E DE LIVRE INTERPRETAÇÃO)

Eu sou um semideus meio ateu. Em mim quase não acredito.
Em meio ao tédio dos céus, olho para baixo e vejo que tudo nessa terra se repete, num ir e vir infinito.

Conto no calendário nossos segredos mais bonitos, riscos seus medos tão fortes e indecisos.
Passo noites em claro perdido na escuridão dos meus pensamentos, tenho alguns lapsos de superação que logo se perdem de novo nas ideias vindas às bordas das supernovas da imensidão.

Viajo pelo planetário da tua boca, beijo as estrelas da tua orelha e guardo meus dedos no relicário da tua nuca.

Caio acordo e choro, chovem lágrimas doces em meu passado, derramo mágoas antigas sobre o deserto das verdades eternas da minha vida solitária.

Me calo!

O homem é tão otário que já não cabem piadas ao seu respeito no me diário. Leio seus comentários e penso que seria menos tortura enfrentar de novo os meus diabos internos vomitados em meus devaneios alcoólatras das outras galáxias paradoxais da minha realidade paralela.

Mas, quando te observo daqui de cima, sei que é sereia de pele macia, cabelos que ao imaginar tocar me lembram da paz do mar. A tua voz preenche as tardes mais vazias e me hipnotiza com olhos de cigana obliqua.

Pulo de planeta em planeta e mergulho num mar de estrelas na tua busca, minha sereia!
Parece que só de te olhar a existência faz arder uma chama que me consome e faz queimar todo meu ser, quero te tocar, na tua boca me afogar, enquanto pego fogo e posso então morrer, assim sabendo plenamente o que é viver.

L.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s