MEU PRIMEIRO ROMANCE

FB_IMG_1448584018897
Corpos sarados nas vitrines televisivas
não condizem com a nossa realidade.
A gente tá cansado das mesmices
tingidas nas novas cores do verão.
Eu quero um refrão sem sentido para
dizer tudo o que eu não sinto por você.

Me diz porque estamos tão pobres?
E porque fomos tão castigados?
Vou sair por ai e andar pelo nosso mundo
imundo e mal habitado.
As mais raras e belas espécies extintas
e quanto a nós, amor?
Gozamos 7 bilhões de prazeres inconsequentes,
2 mil mal contados anos de guerras.

Sinta o aroma do meu ódio,
experimente o tempero das minhas mentiras
A terra gira sem sair do lugar,
minha cabeça na mira das suas aspirinas
É quinta-feira, será que dá pra fugir?
Eu quero ver vocês queimando
No mais belo por de sol, estarei aplaudindo
daqui dos anéis de saturno
Observando o ultimo dia e suas mais belas nuances,
morre aqui meu primeiro romance.

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s