MELANCOLIA NASCIDA DAS LÁGRIMAS DO CORAÇÃO

3e9665cd08e597e93bc6d43bb4d3fe71

Como me corresponder com vocês se não consigo achar a saída daqui de dentro?
E esse peso no meu peito, é um tormento com tempestades de lágrimas trazidas pelo vento.
Me dedicando ao outro com afinco, me afundo, me fodo e vou me enterrando em mim
Essas angustias sem fim, essas rimas pobres, essa tristeza latente, rainha
de causas nobres.

Eu bebo quase todo dia uma dose de melancolia misturada com dois dedos de agonia…
Puta que pariu essa cama vazia, me faz lembrar a falta que você faz, sua vadia! Arredia.
Seguiu sozinha, e essa “bad” me bate todo dia, me culpo pelos planos que tu queria.

Eu quero gritar, me rebelar, mas o que os outros vão pensar? Minha imagem pra zelar
Agora de madrugada a essa hora, eu paro pra lembrar que o mundo tá morrendo…
E eu egoísta pra caralho to pouco me fodendo, só querendo te encontrar e dizer
Vamos embora daqui, vem morar dentro de mim, vamos ser “feliz”, ser um só, ser só eu e você.

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s