Esmalte Vermelho (Castanho Esverdeado)

11005143_1422259578072500_1038348410_n

 

Meu medo é cor de sangue e se reflete
em meus desajeitados desejos que cheiram a carmim.
(Por que é assim?)

Essa solidão já não cabe em mim, e vira uma canção
com compassos do coração, tão dona de si
(em lá menor)

Já meu peito esquecido é aquecido com nossas cinzas
tudo já foi vermelho aqui.
(e era bem melhor)

Era da cor do teu sorriso, dos teus esmaltes com nomes difusos
em tons tão altos, tão confusos
(os dois a sós)

Escondo meus defeitos, maquio meus receios
minha “pseudo” bipolaridade, me falta fé nessa fase
(rezando por nós)

Meninas e sua sexualidade a flor da pele, essa insinuação me repele
mas meus olhos as querem
(por favor)

Eu as vejo sorrindo, fingindo me amar tão bem que ninguém vai acreditar
e quando eu te contar
(meu amor)

Que te esperei acordado, que quero estar ao seu lado
essa manhã e em todas as outras situações
(posso voltar?)

Vem ser a bibliografia das minhas citações, o refrão das minhas canções
motivo das minhas orações, preposições e reflexões
(Vim pra ficar)

Não vou continuar, sem mais parênteses pra nos separar
Achei aquele esmalte da cor do teu olhar
(Vou te (a)guardar)

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s