SOBRE ILUSÃO E ESPERANÇA

312568_237840709600769_936624839_n

Em cada esquina a caridade é representada em moedas,
necessidades desprezadas, pague pelo silêncio;
Reconhecimento e desejos, consumismo consumido compulsivamente,
doenças da mente, coração são;

E as pessoas vão, sem saber pra onde,
sem saber por que, todos pertencentes a Classe C,
sonhando em ser B;
Enquadrados, enjaulados, amados pelo poder de massa
manipulada que possuem, indivíduos divididos;
Coletivamente individualistas, marxistas, progressistas e capitalistas
esperando pelas próximas tendências tecnológicas.

Ascendência, decadência, eminência e todo mal tem sua essência,
devidamente, religiosamente escondida, bem nutrida;
Classe média, salário mínimo com o mesmo múltiplo comum,
a mesma dívida externa as mesmas dores internas.

Palavras bem casadas, mal interpretadas,
excessivamente repetidas, previamente escritas,
revisadas, rabiscadas;

Balas perdidas achando almas encolhidas,
músicas inéditas se repetindo, sonhos realistas num mundo sem sentido;
Medos reprimidos e ídolos esquecidos no mesmo quarto,
na mesma janela, comprimidos na mão cartas de amor na gaveta.

Se eu soubesse pra onde ir já tinha ido,
se soubesse o que dizer já teria dito,
se eu pudesse escolher seria você;
Vamos nessa, se apresse, que essa é a hora,
se não for agora, vamos esperar acontecer?

Mas eu to sempre aqui, sem me decidir, sem querer ir,
sem saber pra onde vou, quando vou, se vou,
se dou, se não sou, quem é? Quem somos?

Os mesmos, diferentes que se repetem nos erros,
nas desculpas, nas culpas, se amando na chuva de sentimentos,
se esbaldando num banquete de elogios,
entre um gole e outro de soberba, uma pitada de orgulho,
um sorriso sincero é tão raro, é tão seu que eu guardo em meu peito.

É tanta coisa pra falar, é tanto beijo pra te dar,
o que é nosso, nos pertence, seja hoje ou em 2115,
ninguém rouba o que já sonhamos, ninguém tira o que já vivemos,
ninguém toma o que nos trouxe até aqui, ninguém vai me impedir de te viver,
ninguém vai, ninguém pode medir o que sinto por você,
só o que pode me parar são seus braços naquele abraço de sexta à noite
que se repete até às 7h da manhã de sábado e que dura até 2120,
eu não ligo para o resto, eu só ligo para você
e o melhor é que você nunca deixa de me atender!

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

2 comentários sobre “SOBRE ILUSÃO E ESPERANÇA

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s