IMAGINÁRIO

tumblr_lg440kTfvA1qzv0obo1_500

Me parece óbvio dizer que
a solidão só dói em quem está só.
E é  estranho mesmo que
o mundo esteja ao seu redor.

É preciso encontrar o caminho onde
haja paz para quem está sozinho.
Ter fé no desconhecido,
ser o estranho no ninho,
é preciso ser solitário para então
dar valor a uma boa companhia.

É temerário viver sem alguém para
chamar de seu, de meu amor.
Mas, é quase raro achar
o que valha a pena no fim do dia.

Deixe ir o que espreme o coração.
Volte ao começo de tudo, busque suas raízes,
mas não seja engolido por elas,
por meras consequências de um
passado que não lhe pertence.
Sinta o cheiro e o gosto das cores.

Olhando ao redor, vendo tantas pessoas
e ainda sim sentido dó de si mesmo?
Invente novos amores.

Não esqueça de regar as flores de plástico
do seu jardim imaginário,
trocar as lágrimas do aquário,
ser a estrela que ilumina o planetário.

Revirando sentimentos escondidos
a sete chaves no escuro da memória.
Tentando recolher as águas que deixou ir
de encontro as mágoas não choradas
de velhas e remoídas histórias.

Historias não contadas, tão mal remuneradas
e bem guardadas por toda uma dolorida vida.
Vida de um coração perdido
no mar da solidão revivida.

Lucas Alberti Amaral

Música do texto:
Radiohead – Black Star Music Video

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s