UM CINEMA PARA CEGOS (PARTE II)

92c8084bedf0f1eef28c406f3a4c481b

Estou sentado ao lado de um mestre dos magos, de pernas cruzadas, no escuro, olhos semicerrados, me vendendo medo enlatado, ocupando mais espaço que o necessário.
Rindo como se tudo fosse realmente hilário da queda do dólar ao último cenário das crises e seus devaneios monetários, explanado por economistas que esbanjam em seus ternos caros, em seus termos raros, em seus celulares pós-pagos, em seus Ipads, Ipods, Imacs e nada dizem, mas falam:
Meus caros é preciso poupar!

Eu poupo apenas e no máximo paciência, pouparia também a alma, mas infelizmente já a parcelei num mau negócio com o meu banco, juros “baixos” e um ótimo desconto, paguei meia por uma vida inteira que não vale o seu triste roteiro sem sentido, porém digno até de um globo de ouro, um discurso no Oscar® que nada mostra, esconde, agradece e chora fingindo, isso, agora rindo.

Todos rindo, sorrisos corrompidos, olhares deprimidos, beijos traídos, dedos perdidos em aplausos falidos
Silêncio; gravando, atenção: luz, câmera, ilusão!
Vai começar o filme. Olha o ator principal até se parece comigo!

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

2 comentários sobre “UM CINEMA PARA CEGOS (PARTE II)

  1. Muito legal seus textos!!!
    Vamos continuar usando a internet para nos expressar e deixar nossa marca nessa rede que de tantas marcas já está furada e sendo desconfigurada, onde de tantos furos já não se acha mais nada!

    Abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s