NOITE

eb411f6eabe460ea92b9d541e386bea8

Viver,
viver é sorte,
sorte de quem não morreu.

Viver,
viver é morte,
morte pra quem pouco viveu.

Viver,
viver é muito pra quem
muito lutou, muito sofreu
e aos poucos, devagar percebeu
que o tempo voou
o medo do fim chegou
e não se viveu

Viver,
viver é sentir que tudo se foi
e apenas a solidão ficou
E dentro da vida de olhos abertos,
corpo cansado, compreendeu
que aos poucos, sonhos,
amores com lágrimas perdeu

Agora,
agora é tarde, é noite
é o fim.
Agora morreu.

Lucas Alberti Amaral

Anúncios

Um comentário sobre “NOITE

  1. Pingback: Sobre a morte e outras coisas « Niilismo Obsoleto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s